top of page

A BANDA DO MEIO

Estreia em outubro

A Banda do Meio é uma coprodução entre os municípios de Montemor-o-Novo, Setúbal e Pombal. É um espetáculo de teatro e de música, que reflete sobre o movimento associativo pós 25 de Abril até aos dias de hoje: O que resta em nós das crenças de 74 ou 75. 

 

Em cada território são escolhidas bandas filarmónicas, como paradigma desse movimento associativo. Em palco estão as bandas que tocam temas originais e 3 os atores (Pedro Luzindro, Ana Sofia Paiva e Carlos Marques), distintos por serem contadores de histórias, comediantes e músicos que fazem a condução dramatúrgica do espetáculo. O texto original é de Jorge Palinhos. A composição musical de Pedro Moreira, a Iluminação de Pedro Bilou e o dispositivo cénico de Luís santos.

 

A Banda do Meio conta a história de duas bandas filarmónicas centenárias (a de cima e a de baixo), rivais que não se podem ver e que de certa forma foram ‘empurradas’ pelo poder político a formarem uma nova coletividade, a coletividade do meio.

Para a inauguração dessa nova e unida coletividade, as duas bandas irão tentar mostrar um ensaio do que será um futuro concerto de celebração do 25 de Abril. Pelo meio, inúmeras peripécias vão acontecendo, desde o furto de instrumentos, até a situações menos dignas que não se podem revelar.

 

É um espetáculo, cómico que apela constantemente ao público como agente interventivo e pensante, aproximando-se do conceito de teatro fórum, uma vez que a temática invoca o modelo de democracia representativa.


Em cada local haverá um trabalho com Bandas Filarmónicas locais

Ficha Artística:
 

Criação: Carlos Marques

Texto: Jorge Palinhos

Atores: Ana Sofia Paiva, Pedro Luzindro e Carlos Marques

Elenco: bandas filarmónicas

Desenho Luz: Pedro Bilou

Musica/Composição: Pedro Moreira

Cenografia: Luís Santos

Design Gráfico: Susana Malhão

Co-produtores: TeatroCine de Pombal, CM Setúbal e CM Montemor-o-Novo

A BANDA DO MEIO.png
bottom of page